Catedral Nossa Senhora da Oliveira

Notícias

A Santa entre as torres: sua história

24/01/2014 A Santa entre as torres: sua história

A retirada da estátua de Nossa Senhora da Oliveira, entre as torres desde 1952, despertou a curiosidade dos vacarianos. O advogado e historiador Adhemar Pinotti escreveu especialmente sobre este assunto.

A história de Nossa Senhora da Oliveira em Vacaria, teve início com o escritor desta região, Manoel Duarte, no livro No Planalto, de 1930. Ele conta como lenda, que fora encontrada em ano impreciso, talvez em 1750, após uma queima de campo, uma santa que trazia em seu pedestal a inscrição “Nossa Senhora da Oliveira”

De conformidade com a tradição oral, o morador Nicolau Chedid, que tinha uma filha doente, propôs ao então bispo Dom Frei Cândido Bampi, em promessa, que, sua filha fosse curada, faria a doação de uma santa para ser colocada entre as torres da Catedral Nossa Senhora da Oliveira. A promessa foi comprida integralmente. Saliente-se que o projeto neogótico de 1907, vindo da Alemanha, que resultou na construção da Catedral, não contemplava qualquer imagem externa. Constata-se, então, que a colocação da santa da promessa (santinha do Nicolau) foi colocada entre as torres contrariando o projeto oficial da igreja.

Passamos a transcrever documentos relacionados à confecção da imagem de Nossa Senhora da Oliveira, bem como sua colocação entre as duas torres da Catedral:

Em carta de Michelangelo Zambelli, construtor da estátua, a dom Cândido Bampi, em 30 de outubro de 1947, informava o preço para a execução da “imagem de Nossa Senhora da Oliveira”. Esta teria 2,80 metros e seria fundida com materiais especiais – cimento branco, granito, mármore e cristal moído. “Me comprometo de executar a obra, com todo esmero e arte, de modo que será de pleno contento”, registrava a correspondência. “o custo desta obra será de 11.850,00 Cruzeiros. Michelangelo Zambelli. (Os filhos da arte – de Irma Buffon Zambelli, pg. 64).” A estátua tem 4 metros. A inauguração e bênção ocorreu em 8 de dezembro de 1952 com grande festividade religiosa.

“A estátua de Nossa Senhora da Oliveira, colocada no alto da catedral de Vacaria, esculpida na cidade de Caxias do Sul pelos artistas do ateliê Michelangelo Zambelli é incontestavelmente uma obra prima das suas produções. Quer pelo tamanho em que foi idealizada, quer pela perfeição extraordinária em que foi burilada, esta obra constitui, com toda a certeza, um verdadeiro orgulho daquela já bem conceituada firma. Esta obra-prima é deveras um complemento da imponente Catedral do Planalto Nordestino. Pela sua grandiosidade, beleza e perfeição vem realçar, através dos tempos, com magnificência o deslumbrante panorama dos campos de Vacaria; manifestando sempre e a todos os transeuntes que a estátua é uma proclamação altissonante ante o céu e a terra da devoção mais terna e filial do povo Vacariano, para sua excelsa Padroeira. Vacaria, 29 de dezembro de 1952. Ass Padre Mateus A. Chaves da Cura Catedral” (sic). Texto impresso em “Santinho” distribuído à população na época. Matéria publicada no Diário do Nordeste, em 07/12/1952. (Os Filhos da Arte de Irma Buffon Zambelli, pg. 107).

Depois de 58 anos e 16 dias, às 11h48min da sexta-feira, dia 24 de dezembro de 2010, a imagem de Nossa Senhora da Oliveira foi retirada do alto da Catedral de Vacaria. A Santa foi montada em 1952 entre as torres da igreja, dividida e levantada para o alto em 4 partes, por trabalhadores com o auxílio de roldanas.

Matéria publicada no Correio Vacariense.

Adhemar Pinotti.

Compartilhe com seus amigos

Voltar

Informações

Rua Borges de Medeiros, 1335 -Vacaria - RS - 95200000

(54) 3231-1375

catedral@catedralvacaria.org.br

Contato Rápido

empresas virtuais